(48) 3222-4115 | 99946-4233

atendimento@perfectafarmacia.com.br

Artigos
  História da farmácia no Brasil Data: 06/26/2014  

http://4.bp.blogspot.com/_P01nL8Y_n2c/TUIT4qkn1KI/AAAAAAAAAEI/j2-oRyjeH2M/s1600/006806001013.jpg

 

Foi na época das enfermidades e boticas que o povo do Brasil colonial encontrava drogas, medicamentos vindos da Europa e remédios preparados com plantas nativas para combater doenças, curar os ferimentos e neutralizar as picadas de insetos, que na maioria, eram plantas medicinais. José de Anchieta, nascido na Espanha, foi considerado, o primeiro boticário de Piratininga (atual São Paulo). Mais tarde surgiram as boticas comerciais. O comécio de drogas e medicamentos era privativo dos boticários (atuais farmacêuticos) segundo "ordenações", conjunto de leis portuguesas que regeram o Brasil duante todo o período colonial, reformada  por D. Manuel. Somente o boticário era o profissional autorizado a exercer as funções correspondentes às do atual farmacêutico. Foi então que em 1931, a profissão de farmacêutico foi finalmente regulamentada, passando a ser exercida apenas por profissional diplomado em instituições de ensino oficialmente reconhecidas. O estabelecimento que hoje é chamado "farmácia" ou "drogaria" é considerado um dos mais antigos da humanidade. "A busca pela cura de doenças tem sido uma das mais primitivas preocupações do homem".

 

Voltar